GABRIELA PASQUALIN GHIDINI

Endodontista

 

Minha família é toda da área das exatas, portanto, foi um espanto para todos quando eu falei que pensava em fazer odontologia. Não tinha nenhum parente que fosse dentista, nem da área da saúde para eu pegar alguma dica e esclarecer minhas dúvidas.

 

Então, quando estava no terceirão, resolvi fazer um curso técnico de auxiliar de consultório odontológico para ter certeza que era aquilo que eu queria para toda vida.

 

Após alguns estágios na área, resolvi que iria prestar vestibular para a UFSC, apostei com meu pai que iria passar e assim foi, venci a aposta. Fiz os cinco longos anos de graduação sem reprovar e nem sequer ficar em recuperação em nenhuma matéria. Realmente amei aprender somente o que me interessava.

 

Após a formatura, fiz dois anos de residência no Hospital Universitário da UFSC, onde me tornei especialista em odontologia hospitalar. Comecei atender pacientes especiais e, para tentar salvar alguns dentes da extração, fazia tratamento endodôntico. No entanto, ainda não tinha muita experiência nessa área, por isso procurei um curso de aperfeiçoamento.  A partir de então comecei a gostar mais e mais de endodontia.

 

Hoje em dia já terminei meu curso de pós-graduação especialização em endodontia e trabalho somente com isso. Gosto muito do que faço e sempre busco o melhor para os pacientes, mantendo-me sempre atualizada e em processo constante de evolução profissional. É gratificante estar envolvida em uma área da odontologia que ultrapassa a estética e visa puramente a saúde do indivíduo.